Inauguração Mytho Restobar

Nesta temporada de Primavera/Verão restobar traz o frescor da culinária grega à Vila Nova Conceição
Amir-Maluf,-Gustavo-Guimaraes-e-Anderson-Carvalho---Cassiano-de-Souza-(1s)

Muito frescor e pouca frescura são os princípios básicos da culinária grega, com suas receitas simples e que privilegiam os verdadeiros sabores de cada ingrediente. “Os gregos já conhecem há milênios os benefícios e os segredos da cozinha mediterrânea. Quanto mais simplicidade, melhor. Menos é mais”, enfatiza o chef Bruno Peralta, que comanda a cozinha do recém-inaugurado estabelecimento, instalado no mesmo imóvel que abrigou o restaurante japonês Momotaro, do chef Adriano Kanashiro.

O empreendimento, que abre oficialmente em 12 de novembro, é fruto da união de três sócios: Gustavo Guimarães, Amir Maluf e Anderson Carvalho. Há cerca de um ano, Gustavo e Amir inauguraram em Cuiabá (MT) a steakhouse Uruguayo Parrilla, e Gustavo é também um dos sócios do Banana Café, desde 2015 no Itaim Bibi.

No cardápio do Mytho, todas as sugestões foram batizadas com nomes de deuses e entidades da mitologia grega. Receitas tradicionais da culinária helênica surgem em versões repaginadas, sempre com uma história por trás de sua concepção. A salada Perséfone, por exemplo, remete à deusa que vivia durante a primavera e  o verão na Terra e o restante do tempo no mundo dos mortos: as azeitonas e os pepinos são uma referência à abundância da primavera, enquanto o iogurte e as anchovas são conservas que têm mais a ver com a escassez do outono e do inverno – ou do inferno!

Outros destaques apetitosos do menu são o fettucine Hércules, com camarões, tomatinhos defumados e emulsão de tangerina (e massa elaborada com azeitonas verdes misturadas à farinha de trigo), o peixe branco Hefesto (servido com caldo dashi de cenoura e churros de cenoura, explorando o saboroso legume em diferentes texturas) e a moussaká  desconstruída Zeus, a receita clássica que mistura berinjela grelhada, ragu de carne e queijo feta, mas em uma apresentação original e surpreendente.

Para completar tem ainda o carré de cordeiro Andrômeda (com jus de hortelã e purê de abóbora com nozes), a codorna Demeter (com couscous e berinjela tostada) e o peito de frango Artemis com legumes defumados.

Na hora da sobremesa, não deixe de provar o Ares (um bolo de especiarias servido com calda de hidromel) e o Afrodite, um pudim de iogurte acompanhado de algodão doce de gengibre.

A carta de drinques tem cinco opções de gim-tônicas (como o aromático Kimera, que é incrementado com capim santo, anis estrelado e cardamomo), sangrias e clericots em jarra e outros caprichados coquetéis como o Cadis, que mistura vodca, espumante, licor de pêssego, suco de melancia e folhas de hortelã. Para beliscar, o cardápio oferece tentadores petiscos como os bolinhos Pan (de carne de cordeiro com mostarda de cerveja e picles de cebola tostada), o polvo Kraken (grelhado e servido com vinagrete de favas e páprica defumada) e o Hydra, anéis de lula empanados e acompanhados de tzatziki (pepinos com iogurte, limão e dill).

Entre os horários do almoço e jantar, a casa permanece aberta, servindo vinhos, drinques etílicos e sem álcool e petiscos como o trio de gyros Tritão (wraps de pita bread recheados de peixe, frango ou cordeiro com cebola, coentro e hortelã).

Para esses dias – e noites – de calor em São Paulo, nada melhor do que fazer uma refeição saudável, leve e saborosa como se estivesse em Mykonos, Rhodes ou Santorini. Jogue-se sem culpa nesta deliciosa experiência e vivencie por alguns momentos a sensação de ser um deus grego ou uma divindade do Olimpo!

Sobre a equipeNo comando da cozinha está Bruno Peralta, que passou pelo Clube A, foi chef executivo da rede de restaurantes Serafinas em São Paulo e atuou como consultor em vários outros restaurantes como o Fratelli,  Cutello e o Bavel, entre outros.

Seu subchef é o jovem Marcos Paulo Reis Amorim, que já trabalhou na cozinha de casas consagradas como a do basco Martín Berasategui (3 estrelas Michelin), D.O.M. (2 estrelas), Maní (1 estrela) e Esquina Mocotó (1 estrela).

O chef de bar é Gilvan Alves de Souza, que durante anos esteve à frente da área de coquetelaria do Serafina e trabalhou também no Bio, de Alex Atala.

Por fim, o gerente geral é Ronaldo Poiatti, que teve passagens pelo Gero, Brasserie Erick Jacquin e Cardinale, de Luciano Boseggia.

 :: Serviço – Mytho Restobar ::
Rua Diogo Jácome, 591, Vila Nova Conceição São Paulo/ SP 04512-001.
Cc: todos; Cd: todos; Tickets: todos.
Ar condicionado: sim.
Observações: WiFi: sim; acesso a deficientes: sim; e pet friendly: sim.
Capacidade: 120 lugares.

Horários Restaurante:
Segunda à quinta-feira, das 12h às 15h e 18h às 23h.
Sexta e sábado, das 12h à 0h.
Domingo, das 12h às 17h.

Horários Bar:
Segunda à quinta-feira, das 12h às 23h.
Sexta e sábado, das 12h à 0h.
Domingo, das 12h às 17h.

Foto divulgação

Tags: ,

Vida Noturna We Clap promove mais uma edição da Full Moon Party

Para homenagear a última lua cheia de 2018, a agência We Clap traz ao Brasil, pela terceira vez, a Full Moon Party. Mundialmente conhecida,...

Vida Noturna Réveillon Carneiros 2019

A Praia dos Carneiros, localizada a 90 km de Recife, foi eleita uma das mais bonitas do mundo, e é lá que acontecerá a...

Vida Noturna Festas de Halloween agitam The Sailor e Rey Castro

No final de outubro, as festas de Halloween nos bares e baladas da cidade já viraram um hábito. Os boêmios saem de casa fantasiados...