Life is a Beach

mulher-praia-biquini-verao-20101031

É isso mesmo que você entendeu. A vida é uma puta praia paradisíaca.

Então, agora você já sabe sobre o que essa coluna irá tratar: sobre a vida na praia.

E não, infeliz ou felizmente, eu não moro (ainda) nem nunca morei em nenhuma praia. Coisa que, aliás, me deixa ainda mais confortável para escrever a respeito, já que para escrever boas crônicas, dizem que é preciso um certo distanciamento da realidade narrada.

Como não sou nenhum Ruy Castro nem nenhum Nelson Motta, então pra mim é mais fácil escrever sobre Ipanema ou sobre Cumuruxatiba estando a 2 quarteirões da Avenida Paulista.

No dia que eu for (se for) um cronista que chegue aos pés desses dois, quem sabe passo a escrever sobre a cultura praiana de outra forma.

Maresia à parte, já adianto: a maior referência deste autor que vos fala é o blog de dicas de viagens “Viaje na Viagem”, e claro, o seu grande idealizador e ex-redator publicitário, Ricardo Freire.

Veja assim: Nelson Motta e Ruy Castro são meus cânones na forma. E o Ricardo Freire, no conteúdo.

Afinal, a coluna Life is a Beach não se trata de um guia de viagens. Mas também não se trata de uma coluna qualquer.

Aqui, pretendo com meus parcos recursos literários e baseado na minha pouca quilometragem litorânea contar pra vocês um pouco do que vi, senti e vivi pelos paraísos em que estive.

Com alguma sorte (e alguma sincronia entre o universo e as minhas férias) devo escrever também in loco. Levando a vocês alguma utilidade pública, além do mero prazer da leitura.

Espere ler bastante sobre Jericoacoara, Litoral Norte de São Paulo e Praia do Rosa, entre outros tantos picos em que o termo “pé na areia” faz jus ao ato em si.

Além de estarem entre os meus preferidos, são lugares que ostentam muita personalidade, boas histórias e inspiradores céus estrelados.

De brinde, deixo aqui uma confissão: quando eu era adolescente, criei um e-mail cuja alcunha dava-se pelo cafoníssimo endereço “[email protected]”.

Um sinal de que além da minha criatividade ter ganhado um incremento em bom senso, também sou amante incondicional dos “litorais desse Oceano Atlântico” desde sempre.

Não à toa, escrevi esse texto no dia 2 de fevereiro, Dia de Iemanjá.

Espero que a data me traga sorte.

E, que leve para você, um pouco mais de praia para a sua vida.

Ah, e não percam: semana que vem vou falar sobre o carnaval de praia, claro.

E ó, não vai esquecer: minha coluna sai toda sexta. Afinal, nada melhor do que uma sexta-feira para lembrar que, no dia seguinte, tem mergulho no mar.

Acompanhem!

—————————————

Baixem também o SurfApp, a primeira rede social feita para surfistas!

Tags: , , , , , ,

Festas Cazamigas

Com intuito de receber apenas amigos, as agências #HoyTiene, Scheeeins e Fun2U se uniram ontem (3), para a primeira edição da festa #CAZAMIGA que...

Relacionamento Promessas que você não vai cumprir

Eles se conheceram no inverno, em uma dessas festas que ela costumava frequentar com suas amigas – aquelas que sobraram depois do surto inexplicável...

Baladas e Bares Sea Club Ilhabela e Hoy Tiene

Ontem o Sea Club, Ilhabela, abriu sua temporada de ‘sunsets de verão’ com celebração de 5 anos de aniversário do day club. Esse ano...